Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

riscos_e_rabiscos

.

.

Cheiro/Perfume (dia 13)

Sendo eu uma pessoa que adora perfumes, não poderia deixar de partilhar convosco um dos que mais gosto. Aliás, até vos vou revelar dois: um que uso em ocasiões mais especiais (e que é o meu eleito) e outro que uso no dia a dia.

O meu preferido de todos: L'eau D'issey de Issey Miyake.

Este é o que gosto de usar todos os dias: Flower Party da Yves Rocher.

Apesar de ser um "perfume de catálogo" não tem o cheiro característico deste tipo de perfumes, é exactamente o contrário, por isso gosto dele. 

Cenas Que Não Interessam a Ninguém...

 

 

 

 

 

Está um calor do caraças e os meus pézinhos desde ontem que não param de reclamar dos sapatos e de andarem tanto tempo para trás e para a frente.

 

Só à bocado tive a noção da cratera que está aberta na Av. de Berna. C’um caneco! Aquilo são infiltrações de água no subsolo ou aterrou ali um OVNI e os serviços secretos não querem que se saiba?

Tinha eu ouvido dizer que se houvesse um abatimento de terra, cabia lá um autocarro… Errr… vá lá, não sejam modestos, todos sabemos que com jeitinho cabe lá uma frota inteira e mais um carrito ou dois…

 

O cheiro que perfumava o meu bus de hoje era o de bolas de Berlim. Sinceramente não sei que me estava a abrir o apetite ou a despertar o vómito. Eu até gosto de bolas de Berlim. De muito poucas pastelarias. Mas acho que tinha preferido um gelado ou uma torradinha. Hummm..

 

Vim sentada ao lado do “Raj”, o rei das índias. Ah pois, é que eu, por acaso, até vejo as novela da SIC. Lamento informar e – quiçá – desiludir, mas eu gosto destas novelas, digamos, étnicas. Ver e conhecer usos e costumes de países exóticos.

Voltando ao assunto, lá vim eu todo o caminho sentadinha ao lado de sua majestade. Mas sua majestade tinha algo estranho: as mãos. Eram género Homem da Atlântida mas só não consegui ver se tinha membranas interdigitais. Ou as membranas estavam recolhidas. Não sei.

 

Mas o pior, pior, pior é que de 10 em 10 segundos o príncipe estava a olhar para o relógio. Agora indago eu, reles plebeia, como é que ele conseguia ver as horas naquele movimento tão brusco e por cima do punho do blusão?

Parece-me que “este príncipe” era mesmo… “exótico”!

 

Lembrei-me de Mim

                                     

 

Reparei que existia. Acordei bem disposta como sempre. Mas não sei se pelo desaparecimento da chuva ou pelo aparecimento do sol, reparei em mim. Lembrei-me que eu existia.

 

Decidi então que iria enfeitar-me. Como há muito não o fazia ou então só em ocasiões especiais.

Vesti peças de roupa que eu gosto muito, das cores que eu prefiro e que me ficam bem. Lavei o cabelo e dei-lhe um jeito diferente do liso habitual (embora de liso não passe). 

 

Coloquei os meus cremes faciais e, decidi, que se a moldura da cara estava diferente, a cara também teria de o estar. Foi nessa altura que me lembrei daquilo que me dizem: que tenho uns olhos muito bonitos. Evidenciei-os um pouco mais. Passei rímel e coloquei um belo risco azul por cima, na pálpebra junto às pestanas. Adoro este lápis!

 

Mas achei que o quadro não estava completo. Faltava-lhe uma pincelada. Colori os lábios com o meu batom favorito: um gloss em tom natural mas de reflexos dourados. Os lábios ficaram lindos.

 

Rematei com o perfume. Hoje não foi o meu cheiro diário. Resolvi que se tinha caprichado nas outras coisas, aqui também o teria de fazer. Fui buscar o do frasquinho azul. Simplesmente delicioso. Sinto vontade de me cheirar a mim própria permanentemente.

 

E assim saí de casa: luminosa e perfumada.

 

O Perfume

 

 

Porque é que não me disseram nada? Porque é que só soube agora, por puro acaso? Quem é o culpado de a informação não ter chegado até mim?

 

Hoje é a Festa do Perfume em Évora e ninguém me disse nada! Estou muito triste! Se me tivessem dito, eu apanhava o expresso e lá ia eu a caminho. Levava os meus testes e ia vendo pelo caminho…

 

Eu que sou uma moçoila que gosta tanto de perfumes e tudo! Até costumo dizer que uma das melhores prendas que me podem oferecer é um perfume (fica já a dica para prenda de Natal… vá, vão lá trocar as caixas de chocolate por perfumes!). Então e o meu narizinho que tem um olfacto apuradíssimo? Não acham que ele ia adorar?

 

Diziam os organizadores que os homens preferem perfumes suaves e as mulheres perfumes florais. Eu cá gosto de todos. Só não sou muito apreciadora daqueles muito adocicados. Mas estes perfumes são da perfumaria francesa, por isso, todos servem.

Imagino a difícil escolha de quem lá foi. Eu estava tramada se lá fosse. Se calhar foi bom eu não ter sabido de nada…

 

O cheiro para mim é muito importante e gosto sempre de colocar uma borrifadela de perfume antes de sair de casa. Basta uma borrifadela no pulso que depois é distribuída pelo outro pulso, pescoço e roupa. Assim não é exagerado, parece o nosso cheiro natural. Jamais ponham perfume directamente na roupa pois pode manchar. Já experimentaram colocar perfume atrás,  na dobra do joelho?